• O cartão é um instrumento de pagamento pessoal e intransmissível, que só pode ser utilizado pelo próprio titular;
  • Registe os números dos cartões e número de Conta Bancária em local seguro, para utilização como referência em caso de roubo, perda ou extravio do cartão;
  • Guarde sempre o cartão num local seguro, de forma que não fique visível e que não seja de fácil acesso a terceiros (nunca o deixe, por exemplo, no interior do seu automóvel);
  • Mantenha o seu cartão em bom estado de conservação e evite colocá-lo junto de aparelhos electrónicos (telemóveis, etc.), fontes de calor ou superfícies magnéticas (carteiras com fechos de íman, etc.), pois poderão danificar a informação constante no cartão, dificultando a sua correta utilização;
  • Certifique-se regularmente de que tem o cartão na sua posse;
  • Em caso de roubo, perda ou extravio do cartão, avise de imediato, e pelo meio mais rápido ao seu dispor, a entidade emissora do cartão, através dos números indicados para esse efeito, ou a EMIS, através dos números +244 222 641 840 ou +244 923 641 840 (ao realizar a chamada tenha sempre presente o número do cartão extraviado, ou o número da Conta Bancaria, ou o IBAN da conta que suporta o cartão extraviado);
  • Mantenha estes números de telefone sempre acessíveis (memorizando-os, por exemplo, no seu telemóvel);
  • Quando o cartão atingir o prazo de validade, deve destruí-lo antes de o deitar fora, inutilizando definitivamente a pista magnética, o painel de assinatura e/ou o chip;
  • Caso se aperceba de que a sua conta foi movimentada, sem que, no entanto, o seu cartão tenha saído da sua posse, entre em contacto com o banco, comunicando a situação e solicitando um extracto de movimentos de conta;
  • Guarde sempre em lugar seguro todos os documentos (talões, recibos, extractos de conta, etc.) que contenham dados relativos à sua conta e/ou ao cartão;
  • No caso de cartões de crédito, assine o cartão no verso, após a sua recepção;
  • No caso de cartões de crédito, não utilize o cartão para além do limite de crédito definido e comunicado pelo emitente;
  • Não fornecer nenhuma informação pessoal quando você usar o seu cartão de crédito ou de débito, além do seu documento de identificação, que pode ser solicitado;
  • Se o seu cartão de crédito ou de débito for emprestado a um membro da família (cônjuge, filho, pai), com ou sem o seu conhecimento, você é responsável por suas compras e levantamentos em dinheiro;
  • Antes de contratar um cartão de pagamento, leia cuidadosamente as Condições Gerais e Específicas de Utilização do cartão (CGU);
  • Verifique junto do emitente se o cartão que está a contratar combina mais do que uma função (débito e crédito) e, em caso afirmativo, solicite esclarecimentos sobre as circunstâncias em que essas funções podem ser utilizadas;
  • Caso persistam dúvidas ou necessite de mais informação, nomeadamente sobre o funcionamento do cartão, as funcionalidades disponíveis, os cuidados a ter ou os encargos associados ao cartão, solicite tais esclarecimentos directamente ao banco emissor do cartão;
  • Tenha atenção à data de validade do cartão e às orientações do emitente relativamente ao destino a dar ao cartão fora de validade. Em regra, quando o cartão atingir a data de validade, deverá destruí-lo, inutilizando a banda magnética, o painel da assinatura, o código CVV2, o chip/EMV e o próprio número do cartão;
  • Se o titular do cartão tiver agido com negligência grave (escrever o código PIN no próprio cartão, por exemplo), ele suporta todas as perdas resultantes de operações de pagamento não autorizadas;
  • Evite utilizar Caixas Automáticos em horários nocturnos e em locais isolados ou com fraca iluminação.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.